Sis Entrevista: Humberto Matos

Uma reply no Twitter. Foi assim, bem por acaso, que conheci o Studio Arte1, um estúdio de arte experimental e design sustentável comandado por Humberto Matos que trabalha com materiais reciclados, tanto na construção de telas como na criação de cada quadro. Em tempos onde racionamento de água e energia são pontos de atenção, não podemos nos esquecer da quantidade de lixo que produzimos. No Studio Arte1, lixo vira arte. E essa frase dá nome a um projeto super bacana do estúdio, que vocês conhecem agora em uma entrevista exclusiva para o blog!

studio-arte1-humberto-matos

Continuar a ler

Anúncios

Sis Entrevista: Felipe Gobbi

Artista, surfista, skatista… são muitos “istas” que contam um pouco quem é Felipe Gobbi. Mas eu defino em uma única palavra: leveza! Felipe é uma pessoa leve, divertida, de bem com a vida, super alto astral. Respira arte, cultua hábitos saudáveis, adora a natureza e pratica alguns esportes radicais. Mas ama mesmo é seu trabalho, que me encantou também.

Pensa em uma obra de arte feita exclusivamente para você, com seus gostos, suas preferências, suas cores preferidas e objetos que te representam ou remetem a algum momento especial. Pois é esse o trabalho de Felipe Gobbi: criar quadros personalizados, sob encomenda, contando, através de desenhos incríveis, um pouquinho de cada cliente. E o melhor? O quadro é só seu, ninguém terá um igual. Quer saber mais? Confere a entrevista abaixo!

felipe-gobbi-entrevista

De onde surgiu a ideia de pintar quadros personalizados? Foi meio do nada! Quando eu morei na Ásia não conhecia muita gente, não tinha muito o que fazer e encontrei uns papéis e lápis de cera na casa onde eu morava. Rabisquei alguns desenhos e um dia uma amiga encontrou e resolveu pendurar lá em casa. Aí a galera começou a ver, se surpreendeu que era eu quem desenhava e pedia para fazer para eles. Para fazer o primeiro quadro perguntei três coisas que a pessoa gostava e as respostas eram tipo “melancia, gato e viagem”. Pensava “putz, e agora?”, mas aí começava a fazer o esqueleto do desenho e saía algo bacana… O pessoal foi curtindo e eu fui desenvolvendo a técnica!

E de cara você já começou a comercializá-los? Como foi esse processo? Eu jamais pensei em virar artista. Trabalhava como modelo, viajei boa parte do mundo mas nunca pensei em viver da arte. Mas um dia uma curadora de um museu no México, onde morei por 7 anos, avaliou um dos meus quadros e eu percebi que poderia começar a investir nisso, transformar em um negócio, além do hobby.

felipe-gobbi-entrevista-quadros-personal-art felipe-gobbi-entrevista-quadros-personal-art-5

E onde você busca as inspirações para suas criações? Muito vem do próprio cliente. Gosto de trocar uma ideia, conversar bastante, tentar entender um pouco do estilo e dos gostos pessoais. Se não der para encontrar pessoalmente, converso por Skype ou peço que me enviem um e-mail bem explicado com o que esperam, com referências e tudo mais. Se tiver uma foto, uma imagem, melhor ainda. Se não tiver, de boa. Eu corro atrás de algumas inspirações na internet, em revistas, na minha mente… Costumo dizer que basta respirar para se inspirar, porque isso tá em todo lugar. Uma paisagem, um lugar, uma pessoa, uma foto, uma lembrança, uma comida… tudo pode ajudar!

Você tem um pequeno acervo pessoal. Algum desses quadros está à venda? Não!!! São meus! hahaha. Tenho um ciúme enorme deles. Porque faço para distrair, relaxar, ou quando vem uma ideia boa. E ali está um pouco de mim, da mesma forma que os clientes recebem um pouco deles. Teve um quadro que fiz da Amy Winehouse, pouco tempo antes dela morrer, e hoje a galera dá lances por ele (risos). Mas não vendo de jeito nenhum. Posso fazer outro parecido para quem quiser rs.felipe-gobbi-entrevista-quadros-personal-art-4felipe-gobbi-entrevista-quadros-personal-art-1

Para começar a desenhar, você tem algum “ritual”? Existe um preparativo especial ou simplesmente se joga e vai? Eu me jogo na vida (risos), principalmente quando estou desenhando. A única coisa que não abro mão é de escutar uma música, que vai me ajudar a seguir a linha de pensamento. No caso dos meus quadros pessoais, estou sempre escutando um metal, um rock mais trash… música influencia demais na hora de construir a arte. A música mais pesada leva a traços mais fortes, com cores mais sóbrias. Uma música mais calma já traz um desenho mais leve. E tem algumas técnicas… começo desenhando o esqueleto do quadro todo em preto, depois vou incluindo as cores, vendo o que combina com o que, sem fugir do que o cliente pede. Eles geralmente são divididos em três partes, que são as principais referências, e daí eu puxo o restante…

felipe-gobbi-entrevista-quadros-personal-art-2 felipe-gobbi-entrevista-quadros-personal-art-3

Falando em cores… seus quadros são super coloridos, cheios de vida. Algum motivo especial? A maioria deles realmente é bem colorida. Acho que é uma influência mexicana. Morei lá por muitos anos e acabei ficando com um pouco disso no sangue, tudo muito vivo, muito colorido. Mas isso não impede de fazer algo preto e branco…

Já teve casos de rejeição? De um cliente virar e falar que não se identificou ou não era isso que queria? Acho que aconteceu uma ou duas vezes, só. Por sorte, quando aconteceu, outras pessoas acabaram se interessando e compraram! Mas nesse caso não tem jeito, eu fico com o quadro pra mim e proponho fazer um novo. 

felipe-gobbi-entrevista-1

Há pouco tempo você fez uma exposição na loja Luana Jardim e criou um sapato com sua estampa. Sei que está desenvolvendo também estampas para camisas, em parceria com a Black Boots. Pretende seguir por esse caminho? Pois é, eu sempre fui ligado à moda. Trabalhei como modelo por mais de 10 anos e isso tá um pouco dentro de mim. Tive essas oportunidades de ligar a minha arte com a moda e achei fantástico. Para Luana Jardim foi algo mais pontual, apenas um sapato que não ficou à venda, junto com outros artistas que fizeram a mesma coisa. Mas a parceria com a Black Boots é algo maior… Criei desenhos exclusivos para estampar as camisetas, tanto masculinas como femininas. E logo acontece o lançamento. Estão todos convidados, espero todo mundo lá!!!

Já tá todo mundo desejando um quadro pra chamar de seu também?! Porque eu tô 😀 Quem se interessar, pode entrar em contato com o Felipe através do Instagram 😉 E fiquem de olho porque vou contar tudo dessa parceria com a Black Boots aqui para vocês. Já vi algumas estampas em primeira mão e tá muito massa!!!

Aproveito para agradecer ao Felipe pela entrevista. Valeu demais! Continue espalhando cores e significados mundo afora 😉

Sis Entrevista: Fause Haten

Seria muita pretensão da minha parte me dar todos os créditos dessa entrevista. Na verdade, eu e outras blogueiras e jornalistas tivemos a oportunidade de bater um papo com o estilista Fause Haten antes do seu talk show no coquetel de inauguração da exposição “O maravilhoso mundo de Dr. F”, da qual falei aqui para vocês.

Então resolvi reunir um pouquinho de tudo que ouvi no bate papo e no evento e fiz um post com o ponto de vista desse cara que é fantástico. Babações de ovo à parte, me surpreendi com sua simpatia e a visão que ele tem sobre moda, arte e consumo. E acho que vai surpreender vocês também…

Com Fause Haten, no coquetel de abertura da exposição

Com Fause Haten, no coquetel de abertura da exposição

Continuar a ler

Entrevista para o Blog Moda Hoje em Dia

Fui convidada a participar de um bate bola pela Yasmim, do blog Moda Hoje em Dia. Em um jogo de perguntas e respostas simples, conto um pouquinho de como surgiu o Sistemáticas, de algumas estratégias de gestão e divulgação e dou algumas dicas para quem também tem interesse em começar o seu blog. Para ler a entrevista completa, cliquem aqui.

site

Yasmim, obrigada pelo convite ❤

#SisEntrevista: Carol Alcântara

Cumprindo minhas resoluções de ano novo para o blog e voltando com a tag mensal de entrevistas na última quinta-feira do mês. Yey! E nossa primeira entrevistada do ano é uma blogueira muito fofa que tem um estilo bem bacana e autêntico, a Carol, do Dona Onça. Adoro os looks que ela usa e a forma como aplica as tendências no dia a dia. Vale a pena conferir e acompanhar o blog dela, mas só depois que ver todas as dicas que ela deixou para vocês aqui 😉

carol-dona-onlaNome: Caroline Alcântara | Idade: 25 anos | Profissão: Relações Públicas

Carol, há quanto tempo tem o blog? 3 anos (quase 4 🙂 )

Porque decidiu criá-lo e de onde surgiu o nome “Dona Onça”? Sempre fui vaidosa e gostei de escrever. Após me formar na faculdade, ganhei um tempinho livre e passei a usar o Flickr para postar fotos de esmaltes e maquiagem. Com o tempo, vi que ele não era o espaço mais adequado para falar sobre o conteúdo que gostaria e, inspirada em blogs, como o Eu Maquio, criei o meu junto de duas amigas. Na hora de escolher o nome, pensamos em mil opções até que, sugeri que ele tivesse algo a ver com onça, por causa da estampa. Então, uma das amigas sugeriu “Dona Onça” e ficou!

Você se considera uma “Dona Onça”? O que te faz virar uma onça e perder a cabeça? Sim! Pareço calma (pelo menos, é o que muitas pessoas dizem rs), mas algumas coisas me estressam e muito. Uma delas é atraso, meu e dos outros. Fico bem irritada quando não consigo chegar no horário e também, detesto esperar. Além disso, não gosto que mexam nas minhas coisas sem avisar.

carol-dona-onça-1

Hora do bate bola para descobrir um pouquinho mais de você. Marcas preferidas? Farm, C&A, YouCom, Renner, Jey, Lazo, Quem disse, Berenice?, The Beauty Box, Mac, Revlon, Maybelline, Constance, Schutz e muito mais. Não sou muito apegada a marcas para roupas. Se gostei e achei a qualidade boa, o preço justo e se tem a ver com o meu estilo, levo. Agora, em relação a cosméticos e sapatos, por mais que eu seja aberta a experimentações, tenho as minhas marcas preferidas.

Produtos de beleza que não vive sem? Protetor solar, base, pó, corretivo, máscara de cílios, blush, batom, hidratante corporal, sabonete, desodorante e perfume. Só isso tudo! rs

Um filme? À procura da Felicidade ♥ (Também amo! Me faz chorar todas as vezes que vejo haha)

Uma música? Amo várias músicas. No momento, a minha preferida é Angels, The XX.

Um programa de TV? CQC.

Um restaurante/barzinho? Aqui em BH, gosto muito de ir ao Almanaque que fica na Pium- i. (Para quem não é de BH, a Pium-i é uma rua famosa por ter muitos bares e restaurantes, um do lado do outro!).

Uma balada? Não costumo ir muito para baladas e sempre vario os lugares quando vou. Então, não tenho um local preferido.

Melhor destino para as férias? O que eu desejo nesse momento é ir para Fernando de Noronha.

Uma mania? Mexer no cabelo.

Uma paixão? Meu time, Clube Atlético Mineiro. (Bleh, rival!)

Um ídolo? Não tenho um ídolo específico. Admiro várias pessoas por causa de suas ideologias e talentos em suas respectivas áreas, como o Renato Russo, por exemplo, que foi um cantor e compositor sensacional.

Um lugar? Minha casa.

Um sonho? Ser uma pessoa realizada em todos os setores da vida (familiar, amoroso, financeiro, profissional, físico e mental).

Uma inspiração? Thaila Ayala! Amo o estilo e as produções que ela usa. Está sempre com o cabelo, a maquiagem e roupas lindas. (Concordo!!!)

Peça indispensável no closet? Short jeans. Combina com tudo e eu uso sempre.

Melhor look para o trabalho? No verão, regata, colete, calça e sandália. No inverno, vestido de manga longa com meia calça e sapatilha.

carol-dona-onça

Alguma dica de beleza para compartilhar com as leitoras? Beber muita água! Acho que bebo até mais do que os 02 litros recomendados. Estou sempre com uma garrafinha. E dormir! É impressionante como a gente acorda mais bonita quando dorme bem. Esse ano, até coloquei na minha listinha de objetivos “dormir 08 horas pelo menos 04 vezes na semana”. Espero que eu consiga cumprir! rs

Vi que você fez uma tatuagem (do meu time rival haha) há pouco tempo. Tem vontade de fazer outras? O que faria? Pois é! =D Tenho e já escolhi. Quero tatuar “O Senhor é meu Pastor” em hebraico na lateral direita do corpo. A Ísis Valverde tem essa frase tatuada na nuca e eu fiquei com vontade de fazer também.

Se considera uma pessoa Sistemática? Porque? Sim! Haha Sou sistemática, por que gosto que as coisas saiam como eu planejei. Quando não saem, até consigo relevar, mas me irrito um pouco no começo. Sou bem certinha com tudo, então, você já imagina, né? =)

Oh! E como imagino, Carol. Gostaria de agradecer sua participação e desejar todo sucesso do mundo a você! Às minhas leitoras, espero que tenham gostado e não deixem de conferir o Dona Onça, tem muita dica bacana por lá 😉

Sis Entrevista: Lari Reis

Fui convidada pela minha amiga e leitora queridíssima Larissa Reis para cobrir o Minas Fashion Week, um evento de moda que vem crescendo cada dia mais em BH e que ganha prestígio a cada edição. Realizado duas vezes por ano, em maio e em outubro, o MGFW tem um caráter voltado para o fashion business, apresentando novas caras, novas marcas, novos estilistas e, consequentemente, fomentando novos negócios.

Infelizmente, por problemas pessoais, não pude ir ao evento. Para não deixar de fazer uma cobertura – mesmo que indireta – convidei a Lari, que fez sua estreia como modelo lá, para falar um pouquinho do que foi a 6ª edição do MGFW!

logo MGFW

O que é o Minas Fashion Week? Qual a proposta deste evento?

O MGFW é diferente dos ‘fashion weeks’ famosos como o SPFW, tem uma proposta diferente. Desde o começo, a Aline Medlley (diretora do evento) passou pra gente que a proposta dele é ser vitrine e revelar novos estilistas, lojistas e modelos de Belo Horizonte.

 O que você destacaria no MGFW positivamente?

Acho que o mais bacana do evento é que ele torna o universo da moda algo mais acessível justamente por ter esse objetivo de ser uma vitrine. Ele não ‘exige’ que você seja um estilista famoso ou uma modelo experiente para participar.

 Alguma marca e/ou estilista te surpreendeu?

Eu gostei bastante do desfile da ClawStar Modas, da Judis Machado. Achei bem interessante o que eles colocaram na passarela com o tema Copa do Mundo. Foi o desfile de abertura do evento. Também gostei bastante dos looks apresentados pela N.N e pela RK Deluxe.

Você já foi ao Minas Trend Preview? Qual a maior diferença entre os dois eventos?

Eu nunca fui ao Minas Trend, mas acompanho o evento por fora. Acho que a principal diferença é mesmo a proposta. E talvez ela seja o motivo para tamanha diferença entre os dois. O MGFW é menos badalado e um evento menor, sem grandes marcas e grandes nomes. É mesmo uma porta de entrada para o mundo da moda. Acredito que o Minas Trend tenha mais profissionais envolvidos e uma estrutura melhor em função disso.

Foi sua primeira participação no MGFW e primeira vez que desfilou na passarela. Como você se sentiu?

Horas antes, nos bastidores (sim, a gente chega super cedo) eu estava um pouco nervosa e tentei treinar um pouco. No momento em que pisei na passarela não pensei em mais nada e foi super tranquilo. Quando voltamos para entrar com a Thamara, aquela entrada com todas as modelos aplaudindo, eu estava super leve e feliz. Sensação de dever cumprido e sonho realizado, sabe?! Foi muito bom!

Larissa Reis

Larissa Reis

 Teve algum truque de beleza antes de subir na passarela que você pode contar pra gente?

Não fiz nada de especial antes de subir na passarela. Só contei com ajuda mega da make, né?! Mas, na noite anterior eu usei o truque do Hipoglós na região dos olhos. Não faz milagres, mas hidrata e isso me ajuda bastante!

 E para a vida, qual sua dica de beleza você recomenda para nossas leitoras?

Minhas dicas são bem clichês, mas é porque realmente funcionam! Recomendo que usem protetor solar diariamente, principalmente no rosto. Corpo e pele também agradecem quando estão bem hidratados, então bebam muita água. E, claro, busquem estar felizes e em paz consigo mesmas porque a beleza vem de dentro.

Quem quiser conhecer mais do evento pode ver uma matéria que o programa Paulo Navarro fez, clicando aqui! Aproveito para a agradecer à Lari pelo convite e entrevista! Arrasou! E convido a todos para conhecer o blog Segundo Café, de autoria dela. Lari, a você, sucesso sempre!!!

Sis Entrevista: Amanda Coelho

Mais uma vez fiquei relapsa com a nossa tag de entrevistas, né?! Sorry 😦 Mas tive a oportunidade de conhecer esse mês uma mulher incrível, super animada e alto astral, que me motivou a voltar com nossa tag que – prometo – voltará a ser mensal!

Nossa entrevistada da vez é Amanda Coelho, proprietária da Luiz Veloso Comércio de Cosméticos, que é distribuidora da Anaconda, marca que conheci no Coffee&Make que fui, lembram? Amanda é linda, tem uma pele perfeita e sabe tuuudo de maquiagem. Teve toda paciência em me mostrar as novidades da Anaconda que, vale dizer, é uma excelente opção de maquiagem nacional para quem busca ótimo custo x benefício. Então agora é hora de vocês conhecerem um pouquinho mais dela e tomar nota das dicas 😉

amanda-coelho-anaconda

Perfil:
Nome: Amanda Matos Coelho
Idade: 29 anos
Profissão: Empresária – Proprietária da empresa Luiz Veloso Comércio de Cosméticos

amanda-coelho-anaconda

Os preferidos da Amanda:
Marcas: Não me prendo muito às marcas, gosto do que me veste bem e de bons tecidos. Mas compro Le lis Blanc, Bobstore, BoBô, Lorena Horta (loja multi-marcas) e na Zara, amo!
Produtos de beleza: Internacionais: MAC, Nars, Benefit, Urban Decay. / Nacionais: Anaconda (ótimo custo benefício).
Filme: Dos mais antigos: Uma linda mulher. / Dos recentes: Warm bodies (cute).
Música: Moriarty, de Beasty Jane / Shoot the Moon, de Norah Jones / You, de Switchfoot.
Programa de TV: Vamos Combinar e Saia Justa GNT.
Restaurante: Ephigênia Bistrô, Xapuri e Provincia de Salermo.
Balada: Observatório no domingo, adoro! Shows e festas (Camarim, Baile da Favorita, Bailinho)! Aliás, amo baladinhas!
Melhor destino para as férias: La fora: Itália, Suíça e Cancun. / Aqui: Natal e Rio de Janeiro!

amanda-coelho-anaconda

Um pouco mais da Amanda:
Uma mania: Maquiagem.
Uma paixão: Família.
Um ídolo: Angelina Jolie.
Um lugar: Cancun.
Um sonho: Conseguir conciliar trabalho e família sem deixar nada cair no esquecimento!
Uma inspiração: Minha mãe e minha irmã, mulheres corajosas que vão à luta!
Peça indispensável no closet: Saia de cintura alta preta, camisa social e um bom sapato de salto.
Melhor look para o trabalho: Calça flair, camisa social e salto alto ou saia de cintura alta, camisa social e saltos!
Produto que não falta na necessaire: Água termal La Roche Posay, corretivo, pó facial, máscara para cílios, batom vermelho rubi (Anaconda), blush e lápis preto! Geralmente tenho tudo e até mais de uma opção de cada, mas sem estes eu não consigo sair de casa! rs
É sistemática porque…? Amo me maquiar e costumo trocar de make no meio do dia!

E aí, gostaram? Anotem as dicas porque de beleza essa aí entende tudo e mais um pouco haha. Aproveito para agradecer a linda da Amanda que topou participar com a maior simpatia do mundo. Obrigada e sucesso sempre!!!

Sis Entrevista: Eduardo Corassa

Oi pessoas!

Estou de férias, mas deixei alguns posts programados para vocês, em especial essa entrevista com o Eduardo, meu querido amigo, que tenho certeza que vocês vão gostar. Vamos falar sobre saúde!! O Dudu é escritor, se alimenta apenas de alimentos crus e naturais, formado em letras e está finalizando o curso de nutrição. Dá palestras e cursos de culinária e tenho certeza que a entrevista dele será um grande impulso para melhorarmos a nossa alimentação no dia a dia.

1) Dudu, eu já te conheço, sei da sua historia e do seu estilo de vida em relação a alimentação, mas conta, por favor, para os nossos leitores, como era o Dudu, ou melhor, a alimentação do Dudu há 7 anos.

Bom, através da minha vida, fui uma criança bem chata para comer, seguindo para um adulto “enjoado”. Ou evitava comer, ou comia muita besteira. Nada saudável, como frutas e vegetais crus, uma salada, ou legumes no vapor, ou até mesmo vegetais cozidos eu não comia. Aos 17 anos, ao virar um jogador profissional de um jogo de computador e começar a ser pago para viajar o mundo e competir, o que já era ruim piorou ainda mais, acabei começando a viver de fast-food e fumar e beber frequentemente. Eu era tão fresco que minha primeira salada, ou seja, a primeira folha de alface e tomate que comi na vida foi aos 20 anos e mesmo assim repleto de molhos industrializados.

2) Por que resolveu mudar a sua alimentação?

Baixa performance no meu trabalho na época, que era literalmente um “atleta cibernético” e meus problemas de saúde devido ao meu estilo de vida não saudável. Minha dieta industrializada acabou me levando a problemas de saúde sérios bem cedo na vida. Confrontando com sintomas de diabético apesar de nunca ter sido diagnosticado, para fazer duas cirurgias e com diversas outras dores e desconfortos, me motivei a buscar por mim mesmo uma forma de me curar, ao invés de esperar algum profissional da saúde me dar uma pílula milagrosa que iria reverter meus problemas de saúde, sem que eu removesse a causa (claramente, meus pobres hábitos alimentares).

Sorvete de chocolate  frugívoro feito pelo Dudu

Sorvete de chocolate frugívoro feito pelo Dudu

3) Conte para gente como foi o processo de mudança da sua alimentação e estilo de vida?

A parte da mudança do hábito foi fácil, já que frutas são super gostosas e práticas, não precisa cozinhar, é barato, fácil de carregar e te deixam magro, mesmo comendo kgs de frutas ao dia e se sentindo super bem.

4) Você procurou orientação médica no início? 

Não. Sabia que os médicos iam discordar da minha ideia de viver primariamente de frutas e vegetais crus. Portanto, busquei a literatura médica científica e busquei ler os médicos veganos atuais e os médicos higienistas. Ou seja, não me consultei com médicos brasileiros, mas li e assisti centenas de palestras de médicos e nutricionistas de ponta americanos, até mesmo dos dois cardiologistas do Bill Clinton, que são e recomendam uma dieta vegana, de alimentos integrais, com pouca gordura, basicamente como sigo. A única diferença é que eles recomendam carboidratos complexos (arroz, feijão, batata) mesmo sabendo e reconhecendo que frutas e vegetais crus são mais nutritivos.

Lasanha made by Eduardo

Lasanha made by Eduardo

5) Hoje você associa a sua alimentação saudável, o seu estilo de dieta à atividades físicas? Sente disposição para isso?

Claro. Nunca me senti tão disposto e nunca rendi tanto em termos de esporte. Aprendo mais rápido, sou mais ágil, mais disposto. Acabo o almoço e teria disposição de correr uma maratona. Muita, muito mais do que me entupindo de “proteína de alto valor biológico”, ou seja, carne e produtos animais.

Eduardo em worshop dando aula

Eduardo em worshop dando aula

6) Que diferenças notou após sua mudança na alimentação? Tanto no corpo, quanto na saúde e na vida?

Nunca mais consegui engordar, mesmo comendo kgs de comida ao dia. Nunca mais consegui ficar doente, seja qualquer tipo de sintoma que for. Minha pele é ridiculamente limpa, sedosa e brilhante, coisa que toda mulher, que às vezes nem me conhece tem que comentar e perguntar “o que você faz na sua pele”? Explico que é simplesmente mais oxigênio e sangue chegando a ela e hidratando-a.

Aprendizado mais rápido, minhas notas saíram de um garoto bem abaixo da média para notas altíssimas. Meu desempenho físico saiu de uma pessoa bem descoordenada para uma excelente coordenação motora, aprendo mais rápido os esportes também e duro muito mais, além de me recuperar mais rápido e diminuir minha propensão a lesões atléticas devido a boa nutrição.

Na saúde, praticamente reverti todos meus problemas crônicos e nem uma febre ou uma dor de garganta vivencio mais.

E na vida, tenho mais motivação, empenho, clareza mental e determinação de alcançar meus ideais. Uma paz e pureza interna. Uma conexão com a natureza, os animais e outros seres humanos elevada.

7) Qualquer pessoa pode começar a qualquer momento a seguir o seu estilo de vida?

Definitivamente. É como parar de fumar, o quanto antes melhor. Você sugere para um drogado ir lentamente largando sua droga de escolha? Ou um alcoólatra diminuir de 1 litro de bebida alcoólica para 700 ml e depois de um mês 500 e por ai vai? Algo que é tóxico, nocivo e não natural como a comida cozida nunca deveria ter entrado no corpo humano e o quanto antes parar de entrar melhor! A comida cozida é muito mais tóxica e menos nutritiva que a comida crua, entretanto, conseguimos viver de comida cozida ou com uma quantidade maior de toxinas, como qualquer alcoólatra ou consumidor de tabaco e drogas demonstra, por anos e décadas, mas apenas diminui a longevidade e qualidade de vida do organismo.

Worshop lotado

Worshop lotado

8) Hoje vemos que está na moda ser saudável. O que você acha importante como primeiro passo para uma pessoa que não se alimenta bem e é sedentário fazer?

Se educar. Na natureza, em nosso habitat natural, como demonstrado por qualquer civilização primitiva, viver saudavelmente é a norma e não a exceção. Não existe como a pessoa não se exercitar diariamente, não comer bem, não dormir cedo e não pegar sol. Portanto, na civilização moderna, como não somos naturalmente educados pelo nosso habitat e costumes de nossos parentes e povo que vivemos com, devemos obter educação científica, médica e nutricional em prol de viver de acordo com nossa disposição biológica. Ou seja, bons livros, palestras de higienistas e dos médicos veganos, te farão compreender melhor as necessidades do seu organismo e o que as civilizações mais longevas e saudáveis no mundo tem em comum, para que você possa começar a praticar e ter uma vida longa, saudável e livre de doenças.

9) Você já escreveu livros, dá entrevistas e workshops voltados para o seu estilo de vida. As pessoas realmente estão mudando os seus hábitos de alimentação?

Com certeza! Cada vez mais pessoas me procuram e essa tendência só tem a crescer, devido ao fato que cada vez mais estamos mais doentes, o que leva a mais pessoas tentarem a encontrar soluções, as causas de suas doenças. Elas percebem que se não mudarem, viverão sempre com sintomas e terão uma vida mais curta, o que motiva a qualquer um achar uma forma melhor de viver.

10) De onde veio a ideia ou vontade de escrever os livros?

Pratiquei jejuns longos em prol da saúde, pois acredito devido a literatura científica que o jejum permite o corpo a se regenerar mais rapidamente. Portanto, após meu primeiro longo de 24 dias só com água, percebi que milhares, bilhões de pessoas vão sofrer ou sofrem o que eu sofri ou até bem pior por uma simples falta de conhecimento, que seus corpos não estão doentes por acaso, mas sim devido a falta de frutas e vegetais e do “combustível ideal” que eles proporcionam, ou sejam, o banho de fitoquímicos (nutrientes das plantas) que ocorre a suas células quando você consome estes alimentos. Assim sendo, como me curei de diversos problemas de saúde e vivencio um bem estar sem igual, nunca antes sonhado, achei que era obrigação minha compartilhar, que eu estaria sendo egoísta se eu não levasse isso a público.

eduardo corassa - sistematicas -entrevista -saude 3

Um dos livros do Eduardo

Livro publicado pelo Dudu

Livro publicado pelo Dudu

11) Podemos dizer que voce é sistemático! Além da alimentação, você é sistemático com algo mais?

Tudo. Para mim é tudo ou nada! Ou eu faço realmente bem ou prefiro não fazer. Sou bem sistemático com meu trabalho, vivendo até final de semana pensando em formas de expandir o Saúde Frugal e levar a mensagem da saúde a mais pessoas, ajudar a mais pessoas a se ajudarem vivendo da forma que a natureza nos criou para viver, com uma dieta crua baseada em frutas e vegetais.

12) Para quem quiser saber mais sobre os seus livros ou adquirir um deles, sobre você, contratar para workshops, entrevistas e palestras, por favor deixe o seu contato.

Sugiro fortemente a todos os seus leitores olharem meu flickr, para ver as delícias cruas que conseguimos reproduzir apenas usando frutas, vegetais e nozes. Desde de bolo de chocolate, lasanha e brigadeiros, até crepes e macarrão cru, sem sal, sem açúcar, sem óleo, sem nada industrializado e completamente saudável, muito mais nutritivo que os usuais.

13) Uma dica saudável para todos os nossos leitores e leitoras?

Comer frutas e vegetais, dormir cedo, se exercitar, evitar gordura, principalmente saturada, sódio e outros hábitos não saudáveis não é algo radical, mas sim conservativo, já que seres humanos tem feito isso há 8 milhões de anos, há menos de 10 mil começamos a cozinhar e há menos de 100 começamos a industrializar tudo e dormir a meia noite!

Dudu, muito obrigada pela entrevista! Amamos!! Foi muito interessante e nos mostrou que podemos sim ter uma vida mais saudável mudando pequenas coisas na nossa alimentação e aproveitando os alimentos que a natureza nos fornece. Sucesso!!! Beijos

E pessoal, quem gostou, pode entrar em contato com o Eduardo pelos endereços acima e tirar dúvidas, trocar ideias, adquirir livros, consultas, e muito mais. Gostaram?

Sis Entrevista: Carol Santos & Fê Marotta

Hoje o dia começa com uma novidade: vocês lembram da nossa antiga tag de entrevistas que estava meio esquecida? Pois é, agora ela vira uma coluna mensal, onde minhas entrevistadas continuarão dando dicas sobre moda, beleza e estilo pra vocês. Assim vocês conhecem um pouquinho mais delas e ainda aprendem novas dicas e truques sistemáticos! haha.

E reabrindo a nossa tag, apresento a vocês duas meninas super gracinhas que estão lançando um blog novo aqui em BH, o Du Jour. A Carol e a Fê buscam trazer dicas diárias – entendeu o nome do blog, né? – para serem aplicados no cotidiano das leitoras. A dica pode ser um look, um produtinho, um local ou qualquer coisa que nós mulheres adoramos. Vale a pena a visita!

Fê e Carol

Fê e Carol

Apresentando as meninas…
Nomes: Fernanda Silveira Marotta | Carolina Cunha dos Santos
Idades: 25 anos | 22 anos
Profissões: Estudante de administração | Estudando e quase advogada!

Fê Marotta

Fê Marotta

Os preferidos da Fê:
Marcas: não tenho uma marca preferida, gosto daquilo que me veste bem e tem a ver comigo.
Produtos de beleza: base líquida e rimel, além de hidratante para o rosto.
Filme: Bonequinha de luxo.
Música: Everything – Michael Bublé.
Programa de TV: Friends (não me canso de assistir), gosto também de Kardashians.
Restaurante: Gosto de muitos, risoteria Sorriso, O conde, La Victoria, Kei, pizzaria Marilia, Meet me at the yard, e até Outback, adoro os pratos de lá…
Balada: Não sou muito de balada… gosto de sair para jantar com o namorado, amigos e família…
Melhor destino para as férias: adoro viajar, principalmente quando vai toda a família, adoro ir para o exterior conhecer novos lugares. Sou apaixonada por NY.

Um pouco mais da “Fernanda”:
Uma mania: Pentear o cabelo o tempo todo.
Uma paixão: Moda.
Um ídolo: Meus pais.
Um lugar: Angra.
Um sonho: Constituir uma linda família com meu namorado, estar sempre junto dos meus pais e minhas irmãs, e ser uma mulher de sucesso.
Uma inspiração: Minha mãe e minha sogra, as considero grandes mulheres.
Peça indispensável no closet: Casacos, nas mais diversas cores e modelos. Além disso, sapatos de salto também.
Melhor look para o trabalho: Uma calça jeans ou de alfaiataria, geralmente modelo Flare, salto alto ou sapatilha, camisa, e cinto.
Produto que não falta na necessaire: Demaquilante da La Roche, hidratante facial, rímel, base e perfume.
Dica de beleza: Sempre hidratar muito bem a pele antes de se maquiar, nunca abusar da maquiagem, principalmente o blush. Usar aquilo que combina com você, que tenha a sua cara, não é preciso usar determinadas coisas só porque estão na moda. Crie o seu próprio estilo, seja sempre única, se destaque entre as demais pela autenticidade, terá muito mais sucesso…
É sistemática porque… tenho mania de lavar o cabelo todos os dias, as vezes até duas vezes ao dia, tenho pavor de mulher com o cabelo sujo, acho que passa um ar de descuido…

Carol Santos

Carol Santos

Os preferidos da Carol:
Marcas: Não sou de ter uma marca específica, pois uso de tudo um pouco! Não poderia deixar de falar da Zara, pois ela me surpreende cada vez mais com as roupas super “trendy” e acessíveis. Das internacionais: Pucci, Prada, LV, Chanel… Das nacionais: Iorane, Mixed, BoBô…
Produtos de beleza: Não dispenso um bom shampoo, pois acho que um cabelo bonito torna o resto mais fácil. Uso o Bain de Force da Kerástase, sempre que os fios estão gritando por hidratação! Ele tem um poder de reconstrução incrível, super indico!
Filme: Água para elefantes.
Música: Kaskade – I remember.
Programa de TV: Gossip Girl e novelas (assisto quase todas).
Restaurante: Gomide, A favorita.
Balada: NaSala, sem dúvidas.
Melhor destino para as férias: Miami! Minha mãe mora lá, então é o meu destino favorito e indispensável para as férias.

Um pouco mais da “Carol”:
Uma mania: Comer! Hahaha. Será que esta poderia ser considerada uma mania mesmo?
Uma paixão: Família e namorado.
Um ídolo: Ed Westwick.
Um lugar: Miami.
Um sonho: Alcançar tudo que almejo profissionalmente.
Uma inspiração: Minha mãe, o maior exemplo de mulher para mim!
Peça indispensável no closet: Vestidinho preto daqueles “nada básico”.
Melhor look para o trabalho: Uma calça de alfaiataria e uma camisa. Para dar um up, um máxi colar.
Produto que não falta na necessaire: Corretivo, blush e rímel. Sem este trio não sou ninguém.
Dica de beleza: Uma alimentação balanceada favorece qualquer um. A nossa  beleza realmente vem de dentro. Tenho melhorado minha alimentação e os resultados são visíveis nos cabelos, pele, unhas…
É sistemática porque… Adoro moda, estar antenada e absorver dicas de make à lifestyle. A verdadeira mulher moderna que concilia vida familiar, profissional e claro, sem deixar a beleza e bem estar de lado.

Fê e Carol

Carol e Fê

E aí, meninas, gostaram? Acho que dá pra pegar várias dicas delas não é mesmo? Não deixem de acomapanhar o Du Jour!!! E aproveito aqui para agradecer à Fê e Carol que toparam participar (e reestreiar!) nosso quadro de entrevista! Adorei, meninas. Sucesso!!!

Entrevista Raquel Braga

Olá pessoas!!

Como foram de fim de semana? Espero que bem! O meu foi ótimo, mesmo trabalhando! rsrs. Para começar essa semana que é a melhor semana do mês (semana do meu niver – hahaha), temos uma entrevista com a super fofa e conhecida designer de jóias Raquel Braga. Conheço a Raquel antes dela ser designer e posso dizer que o nosso encontrinho para a entrevista foi muito além do que trabalho! Colocamos o papo em dia, falamos de tudo da vida e mesmos estando super cansadas (dia longo de trabalho), tiramos uma foto especial para o blog!

Acredito que a maioria de vocês conhece a marca dela, Raquel Braga! Só tem coisas lindas e que fazem a gente querer na hora sem pensar duas vezes! Vou mostrar para vocês algumas coisas que fotografei na loja e umas fotos que ela me mandou. Vocês vão enloquecer!!

About:

– Nome: Raquel Braga.
– Idade: 27 anos.
– Profissão: Designer de jóias.

Anéis de todos os tipos

Mais anéis

Os preferidos da Raquel:
– Marcas: Cartier e Carlos Rodeiro.
– Produtos de beleza: Base da Chanel.
– Filme: Uma linda mulher.
– Música: The Killers.
– Programa de TV: 220V.
– Restaurante: D’artagnan (restaurante aqui de BH).
– Balada: Ministry of sound Londres.
– Melhor destino para as férias: Califórnia (USA).

Pulseiras

Brincão deuso!!

Um pouco mais da Raquel Braga:
– Uma mania: Sapatos.
– Um livro: Comer, rezar e amar.
– Uma paixão: Minha cachorrinha, Pretinha.
– Um ídolo: Paul McCartney (ex-Beatles).
– Um lugar: Newport Beach (USA).
– Um sonho: Crescimento ainda maior da minha marca com/e ampliação de mercado nacionalmente.
– Uma inspiração: Minha mãe.
– Peça indispensável no closet: Jóias.
– Melhor look para o trabalho: Uma roupa bem confortável.
– Produto que não falta na necessaire: Blush.
– Dica de beleza: Fazer acumpultura.
– É sistemática porque…Por ser ágil.

Colares

Sobre a marca Raquel Braga:

– Por que escolheu/optou/ decidiu ser design de jóias ou semi jóias? Por meu gosto pessoal.

– Que dica você daria para quem quer seguir o mesmo caminho que o seu? A minha dica é que a pessoa estude e trabalhe muito!

– Qual o seu acessório preferido da coleção atual? O anel Carol 3 (foto abaixo).

Fonte foto: Raquel Braga

– O que te motiva a continuar criando e crescendo? O que me motiva é a realização de sonhos.

– Na sua opinião, quais acessórios uma mulher não pode deixar de ter de forma alguma? Um brinco de brilhante.

– Qual assessório você acha que será o hit do verão? As pulseiras de mão e os brincos de cartilagem (earcuff).

– Dos seus acessórios, qual é o campeão de vendas? Os anéis Carol 1.

– E quais são os seus planos para o futuro? O crescimento da minha marca.

Olha a foto que a Raquel Braga enviou pra gente que linda!

Coleção nova (atual) !!

Fonte foto: Raquel Braga

Raquel, muito obrigada pela atenção e por me receber tão bem! Adorei!! Desejo a você e a sua marca mais e mais sucesso!! 

E para que ainda não conhece ou não é de BH e quer comprar as coisas lindas dela, segue abaixo o endereço e site da Raquel Braga:

Endereço: Rua Orenoco, 137 lj 02 – Carmo Sion – BH – MG

Site/e-loja: www.raquelbraga.com

E então pessoas, gostaram da entrevista? Beijos T