A polêmica da Hermès e seus crocodilos

Está rolando um babado dos grandes no mundo da moda envolvendo uma das maiores grifes francesas, Hermès, e a produção de suas famosas bolsas de pele de crocodilo. Tudo começou quando um documentário de quase 7 minutos vazou na internet, acusando a maison de crueldade com animais e mostrando cenas absolutamente chocantes (algumas até “inassistíveis”) de matança de crocodilos para produção da Birkin e da Kelly, dois dos modelos de bolsa mais famosos da loja. Eu não vou publicar o vídeo aqui no blog porque eu chorei assistindo e não quero compartilhar esse tipo de coisa na página, mas quem tiver curiosidade, pode acessar esse link aqui.

birkin-bags

Birkin Bags: modelos à partir de US$ 12.000,00

O burburinho e acusações em cima da marca foram crescendo à medida que o alcance do vídeo foi aumentando e o caso estourou hoje quando a atriz Jane Birkin pediu à Hermès que retirasse seu nome que batiza uma das bolsas desde 1984. Jane também pediu que fossem feitas mudanças na forma de tratamento aos crocodilos.

Jane Birkin com sua Birkin Hermès

Jane Birkin com sua Birkin Hermès

Em resposta, a Hermès soltou duas notas oficiais, que estão disponíveis no site e traduzidas livremente por mim, na íntegra, no final desse post. Nesses comunicados, a empresa afirma estar ciente e chocada com as imagens divulgadas e respeita o posicionamento de Jane Birkin. Alegam que uma investigação está em andamento na fazenda do Texas mostrada no vídeo e negam qualquer envolvimento com esse local. Eles ressaltam que seus fornecedores devem seguir altos padrões éticos e que as práticas com os animais estão em conformidade com normas de abate e com as regras estabelecidas pela ONU, que define a proteção de espécies ameaçadas de extinção.

Kelly Bag

Kelly Bag

Há dois anos atrás a marca já estava envolvida em um outro escândalo envolvendo esse material, com a produção de uma camisa masculina que custava mais de R$ 180 mil, lembram que eu falei sobre isso nesse post? Pois então, não é novidade nenhuma que os destaques da grife francesa são mesmo as peças com couro de crocodilo, incluindo alguns modelos de suas bolsas, que podem custar o mesmo preço da camisa ou até mais. Objeto de desejo para uns e de repulsa para outros, ressalto que a Birkin e a Kelly também são fabricadas com outros materiais que não o couro de crocodilo. Ainda assim, o uso da pele desses animais continua na história e na tradição da maison, que agora vai precisar se explicar sobre os procedimentos utilizados para obtenção do couro.

Birkin Bag

Birkin Bag

Todo esse bafafá traz a velha discussão sobre o abuso e maus tratos a animais em nome da moda ou da beleza, no caso de testes para cosméticos. É um assunto muito delicado e é muito difícil ter controle sobre a produção de tudo que compramos e usamos, mas deixo aqui mais um alerta de conscientização em relação ao que consumimos. Estou de longe de ser um modelo para ser seguido, pois como carne, uso sapatos de couro (de vaca) e não vivo sem maquiagem. Queria eu conseguir ser mais radical e me adaptar de forma a não precisar utilizar nada disso, além de ter acesso e controle sobre cada empresa envolvida em cada produto. Mas ainda assim, sigo alguns princípios que não abro mão e acho que é o primeiro passo para a mudança, como não usar pelo ou peles verdadeiras, ou comer certos tipos de alimentos, como o foie gras, por exemplo.

Espero que, apesar de chocante, o caso também toque um pouco o coração de vocês e ajude a sensibilizar em relação à proteção dos animais. A partir de agora pretendo acompanhar o caso de perto e qualquer novidade notifico vocês.

Comunicados Oficiais – Hermès: 

29 de Julho – Jane Birkin expressou sua preocupação em relação às práticas de abate de crocodilos. Seus comentários não tem qualquer influência na amizade e confidencialidade que dividimos durante tantos anos. A Hermès respeita e compartilha das suas emoções e também ficou chocada com as imagens recém publicadas. Uma investigação está em andamento na fazenda do Texas mostrada no vídeo. Qualquer violação das regras será corrigida e punida. A Hermès especifica que esta fazenda não lhe pertence e que as peles de crocodilo fornecidas não são utilizadas na fabricação das bolsas Birkin. A Hermès impõe aos seus parceiros altos padrões no tratamento ético dos crocodilos. Por mais de 10 anos, nós organizamos visitas mensais aos nossos fornecedores. Nós controlamos as práticas e a conformidade com as normas de abate estabelecidas por veterinários especializados e pela Fish and Wildlife (uma agência federal norte-americana de proteção à natureza), e com as regras estabelecidas sobre a égide da ONU, na Convenção de Washington de 1973, que define a proteção de espécies ameaçadas de extinção.

17 de Julho – Nós estamos profundamente chocados com o vídeo que mostra crocodilos sendo abatidos no Texas, que tem circulado recentemente. Algumas imagens são muito difíceis de assistir. Algumas sequências do filme, compartilhado constantemente na internet, foram gravadas antes de nossos acordos de parceria com as fazendas. As fazendas mostradas nesse vídeo não pertencem à Hermès. A fazenda do Texas fornece peles de jacaré que são usadas para pulseiras de relógio e não para bolsas. Todas as nossas fazendas parceiras devem respeitar nossas regras escrupulosamente; regras que foram estabelecidas sobre a égide da ONU, na Conferência de Washington de 1973, que define a proteção de espécies ameaçadas de extinção. A Hermès impõe os mais altos padrões aos seus parceiros no que diz respeito ao tratamento ético de crocodilos de acordo com as recomendações de veterinários especialistas e da Fish Wildlife, agência federal de proteção à natureza. Essas práticas tem contribuído para salvar espécies nos Estados Unidos, repopulando crocodilos em seu habitat natural. Por mais de 10 anos a Hermès organiza auditorias e mensalmente visita seus parceiros para checar as práticas em diferentes fases do procedimento, bem como sua conformidade com os veterinários especialistas e a Fish and Wildlife dos Estados Unidos. Uma auditoria está em curso nas últimas semanas na fazenda do texas e, dependendo do resultado, vamos decidir a suspensão da compra de peles de crocodilos provenientes dessa fazenda. Nós continuamos nossas auditorias rigorosas com todos nossos fornecedores e qualquer violação dos altos padrões serão retificadas e sancionadas.

Que bola fora, heim, Hermès? 😦

Anúncios

3 pensamentos sobre “A polêmica da Hermès e seus crocodilos

  1. Não tive coragem de assistir ao vídeo… Estou curiosa para saber como esse caso vai se desenrolar, mas acho que, no final, não vai dar em grandes coisas…
    Esse assunto entre em várias conversas que já tivemos né! Eu também queria ser mais radical, mas ainda não consegui.

    Beijos

    Liked by 1 person

    • Eu assisti na marra porque queria trazer o assunto pro blog e quis entender melhor o caso como um todo. Mas de fato eu tampei meu olho em muitas partes. Cruel, MUITO cruel 😦
      E também acho que não vai dar em nada, as bolsas de crocodilo vão continuar sendo vendidas a preços exorbitantes e a Hermès vai continuar sendo queridinha da galera.
      Mas enquanto blogueira, amante de animal e envolvida de certa forma no mundo da moda, disseminar esse tipo de informação é quase obrigação pra mim rs.

      Liked by 1 person

Comente!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s