Back to blog!

É isso aí, as férias acabaram, a viagem perfeita ficou para trás e agora estamos de volta a todo vapor (ou pelo menos nos trilhos para isso rs). Enquanto eu vou me readaptando à rotina, volto falando um pouquinho de como foram os últimos dias.

Realmente valeu cada minuto criando expectativa para visitar o sul da Argentina. Ushuaia é simplesmente o lugar mais bonito que eu já conheci – e olha que conheço o Caribe, apesar de não conhecer tantos lugares no mundo assim. A cidade é um charme e no inverno fica inteiramente branca, iluminada pelo sol ou meio cinza com a neve caindo. Parece coisa de filme, e para mim que nunca vi neve, foi uma overdose deliciosa com direito a todos os clichês: encontrei boneco de neve, fiz anjinho, fui puxada em um trenó de cachorros, levei muitos tombos de snowbord, catei floquinhos com a língua e mergulhei de cabeça em cada uma das experiências que estavam ao meu alcance.

Foto: Thiago Savassi

Ushuaia | Foto: Thiago Savassi

Recomendo de olhos fechados para quem ama frio, para quem quer conhecer um lugar cheio de histórias interessantes ou para quem quer ir literalmente ao fim do mundo. Quem tem um pouquinho de medo da friaca que faz, a opção é visitar a cidade no verão, que deve ser tão linda quanto, porém sem neve. Apesar dos seus quase 70 mil habitantes, Ushuaia parece uma cidadezinha do interior, que conta com uma rua principal no centro que acaba no famoso Museu do Presídio – que deu origem à todo o crescimento do local. No entorno, hoteis, praças, restaurantes e até alguns cassinos fazem as vezes da cidade, que é super charmosa, com muitas construções em madeira. Mas o atrativo principal são os passeios oferecidos para conhecer os principais pontos turísticos (em breve conto mais para vocês).

Puerto Madero - Buenos Aires | Foto: Thiago Savassi

Puerto Madero – Buenos Aires | Foto: Thiago Savassi

Já Buenos Aires é um outro ponto alto que merece elogios. Com certeza muito mais gente conhece e pode confirmar meu encantamento. Com estilo bem europeu, a capital argentina é um charme que só. Poderia passar dias andando pelas ruas do Palermo, bebendo um vinho à beira de Puerto Madero, descansando as pernas nas praças ou me infiltrando no centro atrás dos melhores cortes de carnes. Comer, beber, andar, admirar e repetir tudo isso durante dois dias e uns quebrados foi delicioso. Infelizmente, o tempo foi curto para conhecer todos os pontos turísticos que eu queria, mas já saí com uma bagagem recheada e pretendo voltar em breve. Afinal, está aqui pertinho da gente e vale muito a pena a “ponte aérea”.

Enfim, voltei apaixonada pelos dois lugares e poderia escrever uma monografia com todos os detalhes. Aos poucos, as dicas sobre ambas as cidades vão aparecendo aqui no blog para quem quiser repetir o roteiro. Espero que curtam os próximos posts de malas prontas. Um beijo ❤

Anúncios

Comente!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s