#SaveHannibal

moooito tempo atrás eu fiquei devendo para vocês um post sobre a série de TV Hannibal, inspirada no romance Red Dragon, de Thomas Harris, que também deu origem aos filmes que todo mundo já conhece (ou ao menos já ouviu falar, se não gosta do gênero).

Obviamente o roteiro da série gira em torno da vida de Hannibal Lecter, um dos (senão “o”) serial killer mais famoso e mais bizarro do mundo da ficção. Porém, diferente dos filmes, o seriado mostra a vida de Hannibal (Mads Mikkelsen) antes da prisão, onde trabalha como psicólogo e se encontra com Will Graham (Hugh Dancy), que além de se tornar paciente do doutor canibal, é também um agente do FBI que possui a habilidade de reconstruir cenas de crime. O encontro dos dois é promovido por Jack Crowford (Laurence Fishburne), um agente especial do FBI, chefe de Will, que tem uma missão importante a resolver.

hannibal_série

Ah, Gabi. Nada de novo nessa história, né?! Claro que o Hannibal sai matando todo mundo pra comer depois e os carinhas do FBI estão atrás dele sem saber que ele é ele. OK, em parte isso é verdade. A história central da série realmente parece ser uma releitura do thriller que a gente já está cansado de conhecer. Porém a construção da trama é simplesmente fantástica e inteligente, de forma a deixar esse personagem muito mais interessante, dramático e asqueroso do que a gente já conhece. Embora Anthony Hopkins carregue para sempre aqueles frios e assustadores olhos azuis e esteja marcado como o “verdadeiro, autêntico e original” (com todo louvor e merecimento), Mikkelsen consegue dar vida a um personagem que parece ser ainda mais frio e cruel enquanto está “em atividade”.

hannibal

Na série, vemos um Hannibal que demonstra um fascínio desconcertante em cada ataque e tortura às suas vítimas, que aparecem em cenas extremamente detalhadas e muitas vezes agoniantes. Não bastasse os assassinatos em série, ele é um excelente e renomado chef que promove banquetes em sua mansão, e adivinha só de onde vem as carnes e demais pratos que ele serve para seus convidados? Aaaargh! Ele ainda usa da profissão para induzir seus pacientes a libertar um lado escuro e desconhecido que vive dentro deles, fazendo com que outros personagens sejam ainda mais psico que ele próprio. Aí entra um jogo sobre psicologia, que aparece tanto na análise e relação ética entre médicos x pacientes, quanto na capacidade de entender, instigar e manipular a mente de uma outra pessoa.

Hannibal-Television-Series-wide-i

É uma série muito bem amarrada, com roteiro bem bacana e um elenco de primeira. E infelizmente nem tudo isso foi suficiente para segurar a audiência lá nos EUA: foi anunciado na semana passada que a série será cancelada e a atual terceira temporada será a última a ser exibida. Enquanto os produtores e fãs lamentam a notícia, eu deixo aqui minha recomendação. Independente do cancelamento, entusiastas do gênero ou fãs do romance e dos filmes podem assistir as três temporadas pois é realmente incrível. Só resta torcer para que os norte americanos consigam defender a continuidade, enquanto eu fico esperando daqui por uma quarta temporada! #SaveHannibal

Nota: O seriado possui imagens fortes e sem cortes. Em todo episódio aparece ao menos uma cena de assassinato que mostra as vítimas em cenas chocantes. Isso é comum em séries médicas ou policiais, mas deixo um alerta para quem for sensível a esse tipo de coisa. Eu mesmo escondo o rosto em algumas dessas cenas rs.

ferias blog

Anúncios

2 pensamentos sobre “#SaveHannibal

  1. Essa série do Hannibal é incrível!
    Os filmes clássicos são únicos, mas essa série trouxe uma nova perspectiva e toda uma visão única e diferente dos filmes antigos, fazendo até com que seja melhor.
    Espero que consigam salvar a série. Lembrei logo da ”salvadora” Netflix, mas acho que descartaram a possibilidade.

    Pelo que vi na Comic Con, eles tem um projeto de encerrar a série com um filme. Vou te falar que eu achei interessante, melhor do que não ter mais nada, de fato.
    A série é muito boa!

    #SaveHannibal

    – Junior

    Gostar

Comente!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s