Sis Entrevista: Humberto Matos

Uma reply no Twitter. Foi assim, bem por acaso, que conheci o Studio Arte1, um estúdio de arte experimental e design sustentável comandado por Humberto Matos que trabalha com materiais reciclados, tanto na construção de telas como na criação de cada quadro. Em tempos onde racionamento de água e energia são pontos de atenção, não podemos nos esquecer da quantidade de lixo que produzimos. No Studio Arte1, lixo vira arte. E essa frase dá nome a um projeto super bacana do estúdio, que vocês conhecem agora em uma entrevista exclusiva para o blog!

studio-arte1-humberto-matos

Desde quando o Studio Arte1 existe? E porque o “1” na frente do nome? O Studio Arte1 existe desde 2011. O número 1 no final é uma referencia boba ao meu nome (Humberto), mas também pode fazer uma referência a algo único (risos). Enfim… O logo do estúdio também é cheio de significados: a bússola representa vários caminhos que podemos seguir e as cores que a compunham quando o design foi criado faziam referência à arte em si. Hoje ela é amarela, porque acredito que ela me levou a um lugar que eu considero um tesouro.

De onde surgiu a ideia ou a vontade de criar um estúdio de arte experimental? Como e quais foram os primeiros trabalhos? Sou formado em Desenho Industrial pela Faculdade Paulista de Artes 2009, sempre trabalhei como Designer de Produtos para algumas marcas de surfwear e paralelamente já produzia alguns trabalhos autorais. Já estudei Desenho de Comunicação por dois anos em uma escola de artes de São Paulo também. Então resolvi criar um estúdio de arte experimental onde eu pudesse criar desenhos, textos, vídeos, manifestos, trabalhar com moda e outras formas de arte.

No projeto “Lixo vira Arte” você utiliza materiais recicláveis e cria telas de pintura, reaproveitando o que iria para o lixo e literalmente transformando em arte. Como surgiu essa ideia? O que motivou esse projeto? Esta ideia de transformar o lixo não orgânico em arte surgiu de uma vontade em dar uma sobrevida a este lixo reciclável que eu produzo diariamente e também através de uma necessidade particular de me expressar através da pintura. Percebi que juntando estes materiais com um pouco de cola eu poderia criar uma superfície para pintura e, ao acrescentar uma moldura, transformar o quadro em uma obra de arte sustentável. Um dos meus objetivos com esse projeto é conscientizar as pessoas para a sustentabilidade e necessidade de reciclagem do lixo que os humanos produzem diariamente, alertando para a importância da coleta seletiva em nosso cotidiano.

arte1

Qual a diferença das telas de pintura comuns para as telas de pintura recicladas? A maioria das telas comuns é produzida com tecidos e variam de tamanho e preço, de acordo com a matéria-prima utilizada. A tela reciclada é produzida com diversos tipos de papeis usados: jornais e revistas, caixinha de leite, embalagens de alimentos, de perfume, de remédios, papelão, entre outros. Como é uma criação pessoal, ela pode ser de vários tamanhos. Com cola e papel qualquer pessoa pode criar sua tela sem custo algum.

Existe alguma técnica de pintura especial nas telas recicladas? Eu utilizo uma técnica mista: pintura com colagem.

Suas obras falam muito de política e da cultura afro. Porque esses temas? O que te motiva a trabalhar em cima disso? Na verdade eu gosto de pintar sobre atualidade ou o que vejo na sociedade, como por exemplo: discriminação racial, discriminação contra mulher, corrupção, manifestação, politica… mas também amo criar desenhos abstratos, surreais, paisagens. A ideia é gerar algum tipo de reação e pensamento no público que a comtempla. Atualmente estou criando uma coleção inspirada em animais em extinção.

studio arte1-quadro studio arte1-quadro1

As ilustrações são sempre muito coloridas, vivas, alegres. Tem alguma razão especial para essa combinação de cores? Ou vem de dentro, de acordo com seu humor? Adoro cores e acredito que a maioria das pessoas também goste. As cores nas minhas obras expressam força e atitude, criam uma identidade, uma alma para o quadro. Quem escolha as cores não sou eu e sim o próprio desenho, é um processo tão orgânico que eu não tenho duvida na escolha das cores quando estou pintando um quadro.

Onde e como você comercializa esses quadros? Tenho o site: www.studioarte1.com.br que tem uma galeria virtual. Os meus quadros são expostos em alguns eventos e também participo de feiras culturais e lojas de arte colaborativas aqui em São Paulo.

Quais as principais dificuldades você enfrenta? Existem espaços de divulgação? Empresas parceiras ou apoiadoras? Trabalhar com arte aqui no Brasil não é uma missão fácil, porém tenho obtido um retorno satisfatório em relação ao meu trabalho. Quando as pessoas conhecem os quadros ficam maravilhadas e se perguntando como a obra de arte pode ser produzida com jornal ou caixa de leite. Acabam compartilhando e ajudando na divulgação. Mas o site e as redes sociais são as principais fontes de divulgação. Por conta disso tenho recebido excelentes convites para divulgar minha arte.

studio arte1-camisas

Você me disse também que tem uma coleção de camisas exclusivas. Quantas estampas tem a coleção? Elas são inspiradas em que? Tenho uma pequena coleção de camisetas com três estampas nas cores amarelo e branca, modelagem básica e regata. São camisetas com estampas divertidas que manifestam e protestam vontades sociais. As estampas são Presidente Caveira, Batman V de vingança e Jogo da velha Brasil.

Quais artistas são suas referências? Algum lhe traz alguma motivação ou inspiração em especial? Recentemente fui a exposição do Salvador Dali aqui em SP, é um dos meu artistas clássicos favoritos. As pinturas deste mestre pintor são realmente referências para meu trabalho. Gosto muito também de um artista brasileiro que atualmente é um dos artistas plásticos mais famosos do mundo: o Vik Muniz, que é conhecido exatamente por causa da sua arte sustentável, e suas obras gigantescas produzidas com lixo.

Massa demais, não é?! Obrigada pela entrevista, Humberto, e parabéns pelo trabalho! Desejo todo sucesso do mundo e muita reciclagem para o bem 😉

Anúncios

5 pensamentos sobre “Sis Entrevista: Humberto Matos

Comente!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s