X-Men – Dias de um Futuro Esquecido

Se tem uma história dos quadrinhos que eu adoro, é X-Men. Não pelos HQs em si, porque não li todos, mas na minha infância anos 90 acompanhei muitos desenhos baseados nas histórias da Marvel e os mutantes sempre prenderam minha atenção. Junto comigo, o interesse pela saga foi crescendo e acabei assistindo aos filmes baseados nos quadrinhos também.

x-men

Na última quinta-feira fui ao cinema assistir o último lançamento: X-Men – Dias de um Futuro Esquecido, que mostra um futuro quase apocalíptico para os mutantes, caçados por sentinelas – robôs criados por Bolívar Trask (Peter Dinklage) para encontrar e destruir os seres com poderes especiais. Entre os sobreviventes, estão Charles Xavier (Patrick Stewart), Magneto (Ian McKellen) e Wolverine (Hugh Jackman), que vivem escondidos e buscam uma salvação. A solução encontrada é mandando Wolverine ( ❤ ) a uma viagem no tempo, de volta aos anos 70, onde ele procura Xavier (James McAvoy) e Magneto (Michael Fassbender), ainda jovens, para que juntos destruam os sentinelas e mudem o futuro trágico que os espera.

Fera, Xavier e Wolverine

Fera, Xavier e Wolverine

É comum ver críticas de cinema que falam sobre a dinâmica esquisita entre os filmes da franquia, que dura mais de 10 anos e estava perdendo o fôlego. Mas com a viagem no tempo – muito bem estruturada, diga-se de passagem – esse filme permite uma renovação, criando uma mistura entre elencos de duas épocas diferentes, que acaba aumentando a associação entre quem acompanha desde o início e promovendo maior envolvimento de quem começou a ver há pouco tempo atrás. E vale dizer, com uma ressalva para X-Men Origens: Wolverine, que eu gostei muito, esse é um dos melhores.

Magneto e Mística

Magneto e Mística

Wolverine, Magneto, Xavier e Mercúrio

Wolverine, Magneto, Xavier e Mercúrio

Além disso, impagável ver Xavier e Magneto juntos em busca de um bem comum, contando com a ajuda de personagens icônicos como Tempestade (Halle Berry), Lince Negra (Ellen Page), Mística (Jennifer Lawrence) e Fera (Nicholas Holt). Wolverine é Wolverine, dispensa comentários. Mas quem rouba a cena mesmo é Mércurio (Pietro Maximoff) que tem uma aparição curtinha mas é o auge de todo o filme. Em resumo, quem gosta do estilo que mistura ação e ficção científica, com uma pitada de comédia, o sétimo filme da série de HQs é obrigatório na lista dos filmes para assistir antes de morrer haha.

Mais gente já assistiu? O que acharam?

Anúncios

Comente!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s