O teste cego da Marisa

Sempre comento aqui no blog ou em conversas com amigas que para mim a marca de uma roupa é o que menos importa, desde que ela seja bonita, vista bem e me agrade de verdade. Se for barata, é lucro! Pra levar para casa sem pensar duas vezes. E aí semana passada, navegando pelo Fashionismo, vi um publieditorial que me chamou a atenção e reflete exatamente essa linha de raciocínio, provando que uma peça não precisa ser cara para ser bonita.

A Marisa, loja de departamento que recebe peças novas praticamente toda semana, produziu um teste cego onde as protagonistas eram mulheres comuns, que passavam pela rua. A brincadeira era adivinhar os valores de três looks parecidos, compostos em lojas diferentes. O resultado é impressionante:

Esses vídeos virais sempre me deixam com uma pulga atrás da orelha, sem saber se foram ações reais ou tudo friamente calculado. De uma forma ou de outra, serve para refletir sobre o consumismo exacerbado que está tão em alta, além da necessidade de sair grifada noite e dia. As lojas de departamento são ótimas, tem peças de qualidade, modernas e o melhor de tudo, com preços justíssimos. Sou assumidamente apaixonada por fast fashions e achei que valia a reflexão 😉

E não, esse não é um post publicitário! Compartilhei de coração aberto porque adoro vídeos que fazem a gente colocar a mão na consciência.

Anúncios

Comente!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s