Comprei meu vestido, e daí?

Estamos em época de tapete vermelho e de olho nas produções espetaculares que as famosas usam nos eventos de gala. Mais do que o melhor filme ou o ator mais premiado da noite, esses eventos roubam a atenção e ganham a audiência de todos que querem conferir os looks das celebridades que passaram por lá. E não vale mais olhar só se é feio ou bonito, tem que saber “de quem é” também!

tapete-vermelho-red-carpet

Estamos cansadas de saber que o tapete vermelho nada mais é que um desfile de grifes nacionais e internacionais, que emprestam para as celebridades aquele vestido dos sonhos, a joia maravilhosa, o sapato de luxo e a clutch da moda. Nós, mulheres comuns, nos contentamos em admirar aquela perfeição em alta costura e ainda nos damos o direito de criticar um ou outro como se fizessem parte da nossa realidade. No mínimo, vale de inspiração para nossa vida social em eventos como casamentos, formaturas e afins.

Mas não somos só nós, reles mortais, que admiramos uma marca ou um estilista e sonhamos em vestir uma roupa do dito cujo. Hayden Panettiere é prova disso! Ao ser questionada sobre quem assinava seu look no Golden Globe, a atriz respondeu: “Tom Ford. É a primeira vez que visto algo dele, porque venho implorando desde sempre. Eu me sinto sexy, confortável e estou vestindo Tom Ford. Eu vestiria um saco plástico se fosse assinado por ele”. Simpática, né?! Eu gostaria de ter uma fã assim.

71st Annual Golden Globe Awards - Arrivals

Mas a resposta da atriz rendeu um grande (e desnecessário!) burburinho na roda da alta sociedade. Após ter seu pedido negado várias vezes pela grife americana, Hayden comprou seu próprio vestido Tom Ford e desfilou com toda pompa no tapete vermelho do Globo de Ouro, o que gerou críticas e desmerecimento de muita gente, pois até então Tom Ford só vestiria Naomi Watts na noite. (Parêntesis: vale dizer que é comum algumas grifes vestirem uma única celebridade em eventos de gala, TF é uma delas).

Mas aí entra a grande questão desse post: será mesmo que é tão feio assim uma atriz, fã confessa da marca, comprar seu próprio vestido e usá-lo em um evento específico? Porque tanto desmerecimento com a atriz que simplesmente escolheu, por conta própria, a roupa que usaria para ser fotografada em um dos eventos de premiação mais importantes do mundo? Na minha opinião, mérito de Hayden que botou a cara a tapa e surgiu elegantérrima mesmo sem o stylist falando o que deveria usar e provando para todos que não precisa dos empréstimos das grifes para vestir o que quer.

hayden-panettiere-tom-ford

No final da história, Tom Ford fez seu pós venda e enviou um arranjo de flores com um cartão delicado para ela: “Querida Hayden, você estava linda ontem à noite. Muito obrigada pelas palavras tão carinhosas. Muito amor, Tom”. Se depois dessa Tom vai finalmente vestir a atriz em alguma premiação, nós não sabemos. Mas que seja um primeiro passo para que essa arrogância toda voe pelos ares e que mais atrizes tomem a atitude de Hayden. Por uma moda mais democrática e menos surreal

Vi no Petiscos.

Anúncios

Comente!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s