Lava roupa todo dia, ai que agonia!

No feriado fui ao shopping comprar presente para um pequeno que está fazendo dois aninhos e não pude deixar de reparar nos brinquedos atuais, evoluídos, coisa que não tinha na minha época. Porém ao passar pela sessão feminina fiquei surpresa ao ver a evolução desses brinquedos: hoje em dia tem pia, fogão, geladeira, tudo automatizado, saindo água e sabão de verdade. Não pude deixar de comentar com meu namorado que na mesma hora tirou fotos e mandou para os amigos brincando que “mulher aprende desde cedo”. O pior é que eu não pude nem criticar a piadinha machista, porque vendo os brinquedos na minha frente só pensei que era a mais pura verdade.

brinquedo-infantil-feminino

Não vou ser hipócrita e falar que nunca brinquei de casinha. Também tinha minhas panelinhas para dar comida para as bonecas – apesar que sempre preferi Barbie’s do que bebês. Mas me pergunto como é possível esse incentivo ser tão forte e desde pequena, onde as caixas dos brinquedos mostram meninas felizes lavando louça.  Em pleno século XXI onde a independência da mulher e a divisão das tarefas é tão valorizada, as empresas de brinquedos infantis ainda exploram o esterótipo de dona de casa e, sem dúvida alguma, vendem!

brinquedo-infantil-feminino-cozinha1 brinquedo-infantil-feminino-tabua de passar

Apesar de entender que no geral meninas se inspiram nas mães e na maioria dos casos é a mãe quem cuida da casa, nada mais natural que ela reconheça essas tarefas como algo comum e se sinta privilegiada em ter um brinquedo tão próximo da realidade.  Além disso, brinquedos com água ou sabão sempre foram atrativos para crianças, independente da carcaça. Mas olhando aquelas caixas, eu só conseguia pensar que jamais compraria uma pia de brinquedo para minha filha. Talvez seja um pensamento machista meu, mas eu tentaria estimulá-la com outros tipos de brinquedos. Eu, por exemplo, tinha Barbie dentista, professora, dona de restaurante, bailarina, veterinária… brinquedos que trazem contato com outros tipos de profissões.

E vocês, o que acham disso? Mamães de meninas, eu estou sendo radical demais?

Anúncios

4 pensamentos sobre “Lava roupa todo dia, ai que agonia!

  1. Eu já pensei sobre isso também… Não sei se o problema é o brinquedo – e nem se conseguiria negá-lo à minha filha. Acho que o problema maior é a forma como introduzimos esse brinquedo. Acharia ótimo se minha filha quisesse um fogãozinho porque ensinei que ela pode ser chef ou porque quer ser independente. O que quero dizer, é que talvez seja possível manter o brinquedo e mudar a abordagem. Ao invés de cozinhar para o marido, cozinho para mim, para as amigas…! Será que dá certo?

    Gostar

    • Lari, adorei o seu ponto de vista. Eu estava conversando com uma amiga que é mãe de menina e ela disse a mesma coisa que você. No fundo, mesmo com esse tipo de brinquedo, o principal é a forma como você educa a criança a lidar com isso. Até porque é um momento que ela não tem muita noção além da diversão pura!

      Gostar

  2. Gabi, sou mãe de menino ( como vc sabe), e nem por isso fico menos indignada. essa história vai pros dois lados, né? Os brinquedos de meninos se resumem á: carros, super heróis e armas. Depois vou te mandar um panfleto de uma loja de brinquedos da suécia que faz exatamente o contrário: inverte esse papeis de gênero e coloca meninos brincando de fogão e meninas brincando com brinquedos de meninos. Lindo.

    Gostar

Comente!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s