Por novos caminhos, novas trilhas…

Esse talvez seja o post mais difícil que eu escrevi no blog até hoje. O coração está tão apertado que eu não sei bem nem como começar, que dirá chegar ao final. Mas às vezes na vida é preciso força e coragem para tomar algumas decisões e encarar novos desafios. Talvez já não seja tão surpresa assim, já que pela primeira vez na vida eu fiquei quase um mês sem postar, mas é hora de anunciar o final do Sistemáticas. Calma lá… deixa eu me explicar.

Nos últimos meses eu não consegui me dedicar ao blog tanto quanto eu queria, e um cantinho tão especial não merece ser empurrado com a barriga. Um blog de qualidade merece muito tempo livre, dedicação e investimento e, infelizmente, eu não tenho me dedicado o suficiente, por mais que saiba que entreguei conteúdo de qualidade em todo esse tempo. Por incrível que pareça (para mim), o blog continua crescendo a cada dia, conquistando mais leitores, mais likes, mais comentários, mais pedidos de posts, mais convites e mais parceiros. E acabar com tudo agora é quase a contramão do sucesso, já que isso é fruto de muito trabalho. Por isso essa decisão foi tão difícil e, acreditem, dói mais em mim do que em vocês.

Quando criei o Sistemáticas com a Tamy há 3 anos e meio atrás, eu não pensava o quão longe a gente iria. Durante esse tempo eu passei por momentos de desânimo e o blog por muitas mudanças, mas o que vivi com ele deixa lembranças muito mais marcantes, divertidas e prazerosas do que qualquer contratempo. Por aqui conheci pessoas fantásticas e aprendi muito, desenvolvi habilidades, me profissionalizei em algumas áreas e sei que meus textos e fotos melhoraram muito com o tempo. Como eu sempre disse, o blog cresceu, mas com ele eu fui crescendo junto. E todo crescimento enfrenta mudanças, físicas ou psicológicas, e eu também passei por elas.

Hoje eu vejo a moda de um jeito totalmente diferente de quando postei meu primeiro look do dia. O blog me permitiu viver a moda de diversas maneiras e continuo amando esse universo, talvez até mais que antes. Mas também olho para ele de forma mais madura, menos consumista e mais consciente, de modo que não me vejo mais fazendo um blog nesse formato em que o Sis é hoje. Não me levem a mal, eu posso continuar escrevendo e compartilhando dicas de moda e beleza em outros lugares e outros canais, mas sinto que é hora de colocar um ponto final nesse projeto que eu amo tanto. É hora de buscar novas oportunidades, correr atrás de novos sonhos e encontrar novos caminhos.

Aqui eu me redescobri e descobri novas paixões, como por exemplo escrever sobre cinema, séries de TV, críticas de restaurantes e dicas de viagens. Sem dúvidas esse espaço me fez amadurecer e me ajudou a construir quem sou hoje. Mas uma coisa não mudou: eu amo escrever, amo compartilhar e amei blogar. E sei que será bem difícil ficar sem isso, então não se espantem se me encontrarem em novos projetos por aí. Mas por enquanto eu preciso dar um tempo para planejar os novos passos.

Eu espero de coração que vocês entendam essa decisão, mesmo que não apoiem. É difícil, as lágrimas já começaram a escorrer e a saudade já está batendo na porta. Mas é com o coração cheio de orgulho desses três anos e meio que eu agradeço cada um(a) de vocês pela companhia nessa jornada. Aos parceiros, agradeço a confiança durante esses anos. Cada marca anunciada no blog tem o selo Sistemática como padrão de qualidade. Às assessorias de imprensa, deixo meu obrigada pelos releases que me permitiram conhecer novas marcas, novos produtos e novas pessoas. Vocês contribuíram e muito para as pautas do blog. E aos meus queridos leitores, meu eterno agradecimento, já que sem vocês nada disso seria possível. Vocês são foda  Espero encontrá-los em breve, em outras esquinas, em novos caminhos.

Com carinho,

Gabi

Ps.: A fan page do blog no Facebook continuará ativa. Esporadicamente pode ser que eu poste alguma coisa lá. Afinal, uma recaída não é nenhum crime rs.

Ps¹: Como eu não postei as dicas de Buenos Aires e Ushuaia que eu havia prometido aqui, quem quiser recomendações de roteiro, hotéis, restaurantes e passeios, envie um inbox pela fan page do blog que eu envio as informações aos interessados.

Ps²: O blog não será desativado, e sim descontinuado, pelo menos por enquanto. Fiquem à vontade para pesquisar dicas e informações no histórico.

Anúncios

Para os cervejeiros de plantão

Eu tô adorando essa vibe cervejeira que tá rolando em BH (ou Nova Lima, para ser mais específica rsrs). Quase todo final de semana aparece um evento bacana reunindo cervejarias artesanais, sempre com comida boa, música de qualidade e, claro, muuuita cerveja! E quem gosta da bebida, assim como eu, vai ficar com a agenda cheia no mês de agosto.

11755091_886367711429128_3361851608909653815_n

No sábado, dia 8, rola a 9ª edição do Festival Experimente (já falei dele aqui). Eu já fui algumas vezes e posso garantir que o evento tem evoluído a cada mês, reunindo um número maior de pessoas em cada uma das edições. O Festival conta com mais de 20 produtores de cervejas artesanais, além de comidas deliciosas e bandas de blues e rock que animam o público. Podem marcar na agenda: o festival acontece todo segundo sábado do mês, na Praça dos 4 Elementos, no Jardim Canadá. Clique aqui para mais informações.

11760229_1614836502123018_8970520798164607654_n

Já no final de semana dos dias 28, 29 e 30 de agosto, quem recebe diferentes cervejarias é a Lagoa dos Ingleses, que vai sediar o Festival Nacional de Cerveja e Cultura, edição Inglaterra. A escolha pelo país britânico se deu porque Nova Lima guarda até hoje traços da colonização inglesa, marcada pela busca do ouro na região. Além disso, Minas Gerais vai receber o Comitê Olímpico Inglês na sede no Minas Náutico Lagoa dos Ingleses. Tudo a ver, não é mesmo? Clique aqui para mais informações.

A polêmica da Hermès e seus crocodilos

Está rolando um babado dos grandes no mundo da moda envolvendo uma das maiores grifes francesas, Hermès, e a produção de suas famosas bolsas de pele de crocodilo. Tudo começou quando um documentário de quase 7 minutos vazou na internet, acusando a maison de crueldade com animais e mostrando cenas absolutamente chocantes (algumas até “inassistíveis”) de matança de crocodilos para produção da Birkin e da Kelly, dois dos modelos de bolsa mais famosos da loja. Eu não vou publicar o vídeo aqui no blog porque eu chorei assistindo e não quero compartilhar esse tipo de coisa na página, mas quem tiver curiosidade, pode acessar esse link aqui.

birkin-bags

Birkin Bags: modelos à partir de US$ 12.000,00

O burburinho e acusações em cima da marca foram crescendo à medida que o alcance do vídeo foi aumentando e o caso estourou hoje quando a atriz Jane Birkin pediu à Hermès que retirasse seu nome que batiza uma das bolsas desde 1984. Jane também pediu que fossem feitas mudanças na forma de tratamento aos crocodilos.

Jane Birkin com sua Birkin Hermès

Jane Birkin com sua Birkin Hermès

Em resposta, a Hermès soltou duas notas oficiais, que estão disponíveis no site e traduzidas livremente por mim, na íntegra, no final desse post. Nesses comunicados, a empresa afirma estar ciente e chocada com as imagens divulgadas e respeita o posicionamento de Jane Birkin. Alegam que uma investigação está em andamento na fazenda do Texas mostrada no vídeo e negam qualquer envolvimento com esse local. Eles ressaltam que seus fornecedores devem seguir altos padrões éticos e que as práticas com os animais estão em conformidade com normas de abate e com as regras estabelecidas pela ONU, que define a proteção de espécies ameaçadas de extinção.

Kelly Bag

Kelly Bag

Há dois anos atrás a marca já estava envolvida em um outro escândalo envolvendo esse material, com a produção de uma camisa masculina que custava mais de R$ 180 mil, lembram que eu falei sobre isso nesse post? Pois então, não é novidade nenhuma que os destaques da grife francesa são mesmo as peças com couro de crocodilo, incluindo alguns modelos de suas bolsas, que podem custar o mesmo preço da camisa ou até mais. Objeto de desejo para uns e de repulsa para outros, ressalto que a Birkin e a Kelly também são fabricadas com outros materiais que não o couro de crocodilo. Ainda assim, o uso da pele desses animais continua na história e na tradição da maison, que agora vai precisar se explicar sobre os procedimentos utilizados para obtenção do couro.

Birkin Bag

Birkin Bag

Todo esse bafafá traz a velha discussão sobre o abuso e maus tratos a animais em nome da moda ou da beleza, no caso de testes para cosméticos. É um assunto muito delicado e é muito difícil ter controle sobre a produção de tudo que compramos e usamos, mas deixo aqui mais um alerta de conscientização em relação ao que consumimos. Estou de longe de ser um modelo para ser seguido, pois como carne, uso sapatos de couro (de vaca) e não vivo sem maquiagem. Queria eu conseguir ser mais radical e me adaptar de forma a não precisar utilizar nada disso, além de ter acesso e controle sobre cada empresa envolvida em cada produto. Mas ainda assim, sigo alguns princípios que não abro mão e acho que é o primeiro passo para a mudança, como não usar pelo ou peles verdadeiras, ou comer certos tipos de alimentos, como o foie gras, por exemplo.

Espero que, apesar de chocante, o caso também toque um pouco o coração de vocês e ajude a sensibilizar em relação à proteção dos animais. A partir de agora pretendo acompanhar o caso de perto e qualquer novidade notifico vocês.

Continuar a ler

O novo design do All Star

Sim, você não leu errado. Após 98 anos com o mesmo design, o tênis queridinho de todo mundo que resistiu por quase um século no mundo fashion, vai ter seu design renovado pela Nike – para quem não sabe, a empresa comprou a Converse em 2003.

converse-all-star converse-all-star-1

O tradicional sapato de lona com sola de borracha não vai sofrer mudanças muito significativas por fora, mas por dentro a estrutura vai ficar mais confortável, se ajustando à anatomia dos pés e sanando um dos problemas que sempre foi alvo de críticas pelos usuários. Além disso, os novos modelos terão um forro de camurça perfurado que auxilia na respiração, contribuindo para a diminuição de suor e odores indesejados, além de uma lingueta mais firme e menos escorregadia.

converse-all-star-2 converse-all-star-3

O novo modelo recebe o nome de The Chuck Taylor – All Star II e estará à venda nos Estados Unidos a partir do dia 28 de julho. Pelo que parece, os preços terão um acréscimo de 15 dólares em relação ao valor original. Só resta saber quando vai chegar aqui no Brasil e qual será o acréscimo, já que a gente sabe que imposto sobre produtos internacionais não são nada baixos por aqui…

converse-all-star-4

E aí, gostaram das novidades? Eu que amo um All Star já estou de olho no meu 🙂

Fonte: Fatos Desconhecidos

As plataformas argentinas

Se teve uma coisa que me chamou a atenção em Buenos Aires, além da cidade linda, é claro, foram os sapatos usados pelas argentinas. Enquanto aqui no Brasil o estilo varia muito com o dia a dia, o local de trabalho e a personalidade de cada mulher, lá na capital argentina o que dominam as ruas são as plataformas.

?

Talvez pelo clima mais frio, a grande maioria opta por botas, sejam de cano curto, médio ou longo. Só que ao contrário das botas convencionais que estamos acostumadas a ver, 90% dos modelos tem uma plataforma bem grossa (aproximadamente uns 5cm, no mínimo) que acompanha todo o solado. Acreditem se quiser, elas ficam em cima de plataformas altíssimas durante um dia inteiro, o que me faz concluir que pelo fato do pé ficar mais reto do que nos saltos comuns, elas são mais confortáveis. Mesma ideia de uma sandália anabela, não é mesmo?

?

Seria, se elas não exagerassem na dose, como por exemplo na bota no centro da foto abaixo! SIM, há quem use uma plataforma desse tamanho e se equilibre melhor que a Gisele Bündchen rsrs. E a mania não para nas botinhas… muitos tênis e sandálias também vem com a plataforma que, em maioria, são inteiriças. E o mais engraçado é que elas são magrinhas, de pernas finas, então o sapatão parece ficar meio desproporcional, sabe? haha mas quem somos nós para julgar a cultura do outro, certo? 😉

?

E aí, o que vocês acham dessa moda? Será que chega aqui no Brasil? 😛

Back to blog!

É isso aí, as férias acabaram, a viagem perfeita ficou para trás e agora estamos de volta a todo vapor (ou pelo menos nos trilhos para isso rs). Enquanto eu vou me readaptando à rotina, volto falando um pouquinho de como foram os últimos dias.

Realmente valeu cada minuto criando expectativa para visitar o sul da Argentina. Ushuaia é simplesmente o lugar mais bonito que eu já conheci – e olha que conheço o Caribe, apesar de não conhecer tantos lugares no mundo assim. A cidade é um charme e no inverno fica inteiramente branca, iluminada pelo sol ou meio cinza com a neve caindo. Parece coisa de filme, e para mim que nunca vi neve, foi uma overdose deliciosa com direito a todos os clichês: encontrei boneco de neve, fiz anjinho, fui puxada em um trenó de cachorros, levei muitos tombos de snowbord, catei floquinhos com a língua e mergulhei de cabeça em cada uma das experiências que estavam ao meu alcance.

Foto: Thiago Savassi

Ushuaia | Foto: Thiago Savassi

Recomendo de olhos fechados para quem ama frio, para quem quer conhecer um lugar cheio de histórias interessantes ou para quem quer ir literalmente ao fim do mundo. Quem tem um pouquinho de medo da friaca que faz, a opção é visitar a cidade no verão, que deve ser tão linda quanto, porém sem neve. Apesar dos seus quase 70 mil habitantes, Ushuaia parece uma cidadezinha do interior, que conta com uma rua principal no centro que acaba no famoso Museu do Presídio – que deu origem à todo o crescimento do local. No entorno, hoteis, praças, restaurantes e até alguns cassinos fazem as vezes da cidade, que é super charmosa, com muitas construções em madeira. Mas o atrativo principal são os passeios oferecidos para conhecer os principais pontos turísticos (em breve conto mais para vocês).

Puerto Madero - Buenos Aires | Foto: Thiago Savassi

Puerto Madero – Buenos Aires | Foto: Thiago Savassi

Já Buenos Aires é um outro ponto alto que merece elogios. Com certeza muito mais gente conhece e pode confirmar meu encantamento. Com estilo bem europeu, a capital argentina é um charme que só. Poderia passar dias andando pelas ruas do Palermo, bebendo um vinho à beira de Puerto Madero, descansando as pernas nas praças ou me infiltrando no centro atrás dos melhores cortes de carnes. Comer, beber, andar, admirar e repetir tudo isso durante dois dias e uns quebrados foi delicioso. Infelizmente, o tempo foi curto para conhecer todos os pontos turísticos que eu queria, mas já saí com uma bagagem recheada e pretendo voltar em breve. Afinal, está aqui pertinho da gente e vale muito a pena a “ponte aérea”.

Enfim, voltei apaixonada pelos dois lugares e poderia escrever uma monografia com todos os detalhes. Aos poucos, as dicas sobre ambas as cidades vão aparecendo aqui no blog para quem quiser repetir o roteiro. Espero que curtam os próximos posts de malas prontas. Um beijo ❤

Homem de salto: será que aguenta?

Eu vi esse post no Starving e tive que replicá-lo aqui no blog pois, além de ser um experimento bem bacana e divertido, é assunto que eu já queria discutir com vocês.

O protagonista do case é Brandon Cohen, um cara que estava cansado de ouvir mulheres se queixando de dores nos pés em função dos saltos e, por isso, decidiu se colocar à prova e passar um dia inteiro com sandálias de salto para ver se era frescura ou, de fato, esses queridinhos incomodavam.

29EFF37300000578-3137993-image-m-50_1435172897897e69585b0-1b5f-11e5-ac42-176513596376_Screen-Shot-2015-06-25-at-1-28-49-PM-copy

Convenhamos que o modelo escolhido não é adequado, muito menos para um rapaz que vai estrear na arte de desfilar de salto alto por aí. Sandálias de festa são de longe as mais desconfortáveis por serem muito finas, com saltos finos e tiras também finas. Obviamente nenhuma mulher com bom senso passaria um dia inteiro em cima delas. Mas, quem tá na chuva é para se molhar, né Brandon? E não é que ele passou um dia inteiro com essas belezuras?

O vídeo está em inglês, mas acredito que dá para acompanhar. Logo nos primeiros minutos ele já reclama de dor. É cômico ver a falta de equilíbrio e dificuldade para andar, além de entender as piadinhas que os outros fazem ao ver um homem com um sapato desses. No final, ele comprovou o sacrifício que é ficar nas alturas e até desistiu de sair à noite para deixar os pés de molho em casa rs.

Brincadeiras à parte, sabemos que o salto faz parte do universo feminino e não há nada mais elegante do que uma mulher em cima deles. Alonga a silhueta, ajuda na postura, deixa tudo mais lindo e sensual. O problema é que realmente é um sofrimento para muita gente, que acaba com os pés doloridos e cheios de calos, isso quando as sandálias não machucam tanto que chegam a ferir.

E eu andei pensando muito sobre isso quando estava fazendo uma limpeza no meu armário e vi que vários sapatos de salto estavam literalmente abandonados. Deixei de usá-los porque me machucavam muito e eu não conseguia ficar muito tempo com eles nos pés. Na verdade, cheguei à conclusão que para subir no salto ele TEM que ser confortável, ao invés de pensar quanto tempo eu vou ficar em pé ou sentada em uma festa. Não tem Louboutin que vai me fazer sofrer em cima da perfeição nem dress code que vai me obrigar a morrer de dor.

Eu amo sapatos baixos e botinhas, todo mundo sabe. Mas também sei que o salto tem sua hora e lugar. Às vezes é necessário. Às vezes simplesmente dá vontade de usar. Mas nessas horas, optem por sapatos amigos dos seus pés. Não justifica usar calçados que apertam ou machucam em nome da beleza ou da elegância. Chique mesmo é estar bem com você. Seus pés agradecem 😉

ferias blog

Sweet Details: Presentes exclusivos e personalizados

Quem não gosta de um mimo personalizado com seu nome ou feito especialmente para aquele evento especial? Desde brindes, que já são utilizados há muito tempo pelo marketing de empresa, até as lembrancinhas daquele chá de lingerie que você organizou para a amiga, hoje em dia tudo é exclusivo.

Esse mercado no Brasil cresceu bastante de uns tempos para cá. E enquanto antigamente só as instituições estavam preocupadas com os produtos personalizados, hoje em dia não há celebração sem a presença deles. É aniversário de criança, de gente grande, bodas de casamento, nascimento do bebê, ou até mesmo um único presente para aquela pessoa especial. E é sempre bom ter um contato de confiança na hora de fazer tudo.

logo

Por isso eu vou compartilhar com vocês a indicação da Sweet Details, uma loja especializada nesse tipo de produção que está sempre preocupada em atender seus clientes com itens que carreguem uma boa dose de sentimento, carinho e cuidado. A empresa possui cinco linhas fixas: casamento, gift, infantil, corporativo e prestação de serviços, que inclui identidade visual para cartões e convites. O grande diferencial é o investimento da empresa em sustentabilidade com uma linha exclusiva deecofriendly, com produtos que não tem impacto no meio ambiente.

117 babies id-visual2

Bacana, né? Fiquei conhecendo a empresa através da assessoria de imprensa e já estou ansiosa para fazer algum trabalho com eles 🙂

ferias blog

Inspiração: Looks com ‘strappy bra’

Já falamos muito nos últimos dias de strappy bra, esse sutiã cheio de alças e tiras além do tradicional, que são feitos especialmente para usar por baixo de regatinhas largas, roupas cavadas ou com decotes. A tendência, que pegou de vez no exterior, chegou com tudo no Brasil e tem dominado a mulherada. Não é atoa! Deixar uma parte da lingerie aparecendo, sem mostrar demais, é sexy e despojado na medida certa.

strappy-bra-capa

Os modelos mais comuns são mais esportivos e vem lisos em uma cor só ou com estampas femininas. Porém, as peças mais elaboradas que combinam o tecido com outros mais nobres, como a renda, tem chamado atenção e pode ser usado inclusive durante a noite. O bacana é que a grande maioria deles tem uma alça adicional que ajuda a modelas e aumentar os seios, dando um destaque para o colo. Para ajudar a galerinha adepta do strappy bra a se inspirar, olha só essa seleção de fotos lindas que eu fiz para vocês:

look-strappy-bra-8 look-strappy-bra-3look-strappy-bra-6 look-strappy-bralook-strappy-bra-5 look-strappy-bra-1look-strappy-bra-4look-strappy-bra-2

Confesso que acho uma das tendências mais charmosas dos últimos tempos. Vocês gostam?

ferias blog

Looks femininos com botinha Timberland (ou semelhantes)

Procurei na internet o nome certo dessa botinha tipo coturno, mas que é acolchoada por dentro e com couro mais grosso por fora, e tudo que encontrei pelos blogs afora foi “botinha estilo Timberland”. Então até que eu encontre o nome certo (ou alguém me conte aqui nos comentários), é assim que ela vai ser chamada por aqui haha. Na verdade a bota oficial é, de fato, da Timberland. Mas como existem modelos inspirados de outras brands, não queria classificá-la pela marca.

bota-timberland-1

Anyway, me impressiona como a moda é incrível e algo que jamais imaginamos vira febre de uma hora pra outra. Lembro de ver meninas de cursos como engenharia ou geologia reclamando dos looks com essas botas pesadas (na aparência, porque na forma tem muitas levíssimas por aí), que deixavam tudo meio masculino e sem graça. Não que as peças masculinas não sejam utilizadas no armário feminino constantemente, mas realmente essa botinha só tinha dois objetivos para as mulheres: viagens para lugares que demandavam sapatos confortáveis e impermeáveis, ou trabalho em obras, terra, lama e outros terrenos complicados.

bota-timberland-11

E não é que agora ela conquistou de vez a mulherada, que aparece desfilando cheia de pompa com looks super bacanas? Acredito que uma das primeiras celebs a investir na bota foi dona Rihanna. A Khloe Kardashian também já foi flagrada usando uma por aí. E de repente, pegou! Olha só o monte de inspiração:

bota-timberland bota-timberland-2 bota-timberland-3 bota-timberland-4 bota-timberland-5 bota-timberland-6 bota-timberland-7 bota-timberland-9

E vocês? O que acham dessa botinha?

ferias blog

Update! Recebi um e-mail da Black Boots falando um pouco mais sobre essa botinha e resolvi compartilhar mais informações por aqui. Segundo a galera da loja, a bota foi desenvolvida para lenhadores nos Estados Unidos na década de 70. A original, da Timberland, é 100% impermeável, com couro nobuck hidrofugado, e tem um nível de durabilidade altíssimo, já que precisava aguentar os trabalhos pesados. Devido à resistência, leva um tempo para amaciar essa bota, mas depois é garantia de segurança e conforto por onde andar! Se sujar, basta um jato de água que deve ser jogado somente por fora e depois deixá-la secar na sombra. Ah, e eu descobri também que apesar das variações de cores da bota, o nome original do modelo da Timberland é Yellow Boot 🙂